Pesquisa PPSUS

Em 2017, o NEGRAS ganhou o edital PPSUS (Programa de Pesquisa para o SUS) em parceria com o CNPq e a FAPESB para desenvolver a pesquisa intitulada "Atenção à saúde na perspectiva da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra".

A pesquisa teve como objetivo geral: avaliar e contribuir para a implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN) na atenção à saúde dos/as usuários/as do SUS nos municípios baianos de Salvador, Santo Antônio de Jesus e Cruz das Almas.

 

Após a etapa exploratória, onde foi avaliado o nível de incorporação da PNSIPN no desenvolvimento de ações de promoção da saúde e do cuidado e de prevenção de doenças, na perspectiva de profissionais da saúde, gestores e usuários/as, pretendia-se realizar a etapa de intervenção, que se daria com a realização de oficinas com os/as mesmos/as participantes e quem mais desejasse.

Porém, devido a pandemia pelo COVID-19, no lugar de oficinas de intervenção, nós produzimos uma série de vídeoaulas com 8 episódios, um podcast com 6 episódios, um e-book para os/as profissionais de saúde e gestores e uma cartilha digital para os/as usuários/as.

 

Tudo isso para dar conta da etapa de intervenção e para garantir o nosso compromisso de retorno à sociedade nesse momento de pandemia.

Foto e-book - homem.png

E-book

Atenção à saúde e a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra

Fruto de uma pesquisa realizada em Salvador, Santo Antônio de Jesus e Cruz das Almas, o e-book tem como objetivo divulgar informações obtidas a partir da pesquisa financiada pelo Programa Pesquisa para o SUS - PPSUS/Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - FAPESB.

Realizada no ano de 2019, sobre a implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN) em três municípios baianos, na perspectiva dos usuários, profissionais e gestores da atenção básica de saúde.

 

O trabalho foi desenvolvido em Salvador, Santo Antônio de Jesus e Cruz das Almas. Foram entrevistados usuários, profissionais e gestores, sobre a atenção que recebem/oferecem nas unidades de saúde, o conhecimento sobre a política, bem como o respeito à diversidade no cuidado e planejamento em saúde.

Foto%20e-book%20-%20mulher_edited.jpg
Cartilha%20Pesquisa%20Imagem%20site_edit

Cartilha

 

Digital

Atenção à saúde e a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra

A cartilha tem como objetivo divulgar as informações obtidas por meio das entrevistas presenciais, realizadas em 2019, sobre:

  • a atenção a saúde

  • o respeito à diversidade no cuidado

  • o planejamento em saúde e o conhecimento da PNSIPN.

 

 

As informações da cartilha foram pensadas para atender especialmente as(os) usuárias(os) do SUS e estão organizadas de acordo com os temas acima, além de apresentar formas de fortalecimento e viabilidade da participação popular no funcionamento e monitoramento do SUS.

Cartilha%2520Pesquisa%2520Imagem%2520sit

Vídeo aulas

Série NEGRAS: Atenção à Saúde da População Negra

A Série Negras consiste em 8 episódios em formato de videoaula, cada um abordando os respectivos temas:

  • Ep. 00 - Apresentação

  • Ep. 01 - A Saúde enquanto direito

  • Ep. 02 - Igualdade x Equidade

  • Ep. 03 - Gênero e Orientação sexual

  • Ep. 04 - Por que a população negra precisa de uma política de saúde específica? 

  • Ep. 05 - Política Nacional de Saúde Integral da População Negra - PNSIPN

  • Ep. 06 - Atenção Primária à Saúde

  • Ep. 07 - Mecanismos de exigibilidade do Direito à Saúde + BASTIDORES

A Séria NEGRAS conta ainda com tradução em libras e conteúdo "transcrito" nas descrições. 

Mulheres trabalhando
Listening to Music

Podcast

NegrasCast

Está no ar!NegrasCast
00:00 / 03:11

Com objetivo de contribuir com a implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN), os episódios foram elaborados visando abordar as diretrizes da PNSIPN:

  • Inclusão dos temas Racismo e Saúde da População Negra nos processos de formação e educação permanente dos trabalhadores da saúde e no exercício do controle social na saúde.

  • Ampliação e fortalecimento da participação do Movimento Social Negro nas instâncias de controle social das políticas de saúde, em consonância com os princípios da gestão participativa do SUS, adotados no Pacto pela Saúde.

  • Incentivo à produção do conhecimento científico e tecnológico em saúde da população negra.

  • Promoção do reconhecimento dos saberes e práticas populares de saúde, incluindo aqueles preservados pelas religiões de matrizes africanas.

  • Implementação do processo de monitoramento e avaliação das ações pertinentes ao combate ao racismo e à redução das desigualdades étnico-raciais no campo da saúde nas distintas esferas de governo.

  • Desenvolvimento de processos de informação, comunicação e educação, que desconstruam estigmas e preconceitos, fortaleçam uma identidade negra positiva e contribuam para a redução das vulnerabilidades.